Bragança Jovem Popular

Bragança Jovem Popular é o blog da distrital da Juventude Popular que se impõem pela diferença: não criticamos sem propor, não propomos só por falar, nem falamos sem conhecer. Porquê?! Simples!... Porque àqueles que "falam, falam, falam e não fazem nada", escasseia algo que nós temos de sobra: irreverência, ideias e vontade de agir!

segunda-feira, junho 27, 2005

Olhe que não Dr, olhe que não!

Quando vi a primeira notícia referente ao Orçamento de Estado Rectificativo apresentado pelo executivo de José Socrates, pensaria que me teria enganado na data e que estaríamos a 1 de Abril, não fosse tão sério e desprovido de piada o assunto em questão.

6,24%... É esta a percentagem do Produto Interno Bruto que o actual governo considera aproximada para o Deficit do Estado. O crescimento, consumo privado, investimento, ..., todas as variáveis foram revistas em baixa, comparativamente ao orçamento do anterior governo de coligação. Aliás, há sempre uma excepção, o governo considerou o aumento de um valor: a inflação!

Depois são as trapalhadas da Ministra da Educação (sim Professor Marcelo... Eu sei que ela não é licenciada em Direito... Mas não haverá um mínimo de exigibilidade?), as recordações das agradáveis promessas de Sócrates candidato não execuíveis em tempo de Sócrates Primeiro Ministro e muitas outras situações que me levam a aconselhar:

O Caminho não é por aí Engº Sócrates! Olhe que não, olhe que não!...

domingo, junho 26, 2005

Onde pára o Sr. Presidente da República.

Pois é meus amigos, por bem menos já vimos o Sr. Presidente aluindo as trapalhadas de um governo para se decidir demití-lo. No entanto , assistimos na ultima semana a um numero de "circo" digno da escola Russa. Digo um, quando me refiro ao episódio na Sra. Ministra da Educação, e outro se quiserem ao debate da ultima sexta feira... Sim, vamos por partes, a Sra Ministra a meio da semana, vem dizer a propósito de um despacho de um Tribunal de Ponta Delgada, que os tribunais dos Açores não se regem pelas mesmas leis do Tribunais do Continente. Ora...se fosse na Madeira... todos nós entendiamos o que a Sra estava a tentar dizer...agora,nos Açores !!! No dia seguinte , aparece o seu Secretário de Estado a tentar compôr a coisa,mas não lhe correu muito bem, entretanto o Sr. Ministro das finaças , dava mais um ar da sua graça,batendo uma vez mais nas medidas que, já se sabia mas foi necessário Bruxelas dizer não serem necessárias, ou não serem as mais eficazes.
Espara-se agora,por causa da subida do IVA, uma maior fuga aos impostos, um decrescimo das trocas comerciais internas, e quedas das exportações . Com este cenário, o Sr. Ministro das finanças não terá já descoberto uma formúla para resolver o assunto...ou será o Dr. Gago mais uma vez com o tal choque tecno-sem-lógica, que vai remedear a situação, lá para o fim da legislatura...se lá chegarem.
Lógica , teria o Sr. Priemiro Ministro, se tivesse tido a humildade de apreender com os erros do passado, lógica teria o Governador do Banco de Portugal se tivesse sido claro com os Portugueses, se viesse a publico dizer "...isto é o défice que vamos ter se..." , lógica seria o Sr. Presidente da Républica obrigar o Governo e os seus "representantes" , Dr. Jorge Coelho inclusevé, a falar verdade.
Esta mentira que se chama défice público de 6,83% do Pib, vai crescer, e vai crescer de uma forma abismal,fruto da politica adoptada por um Governo que só vê para um lado,que se esquece "...que há vida para além do défice..." , e que continua a fazer tudo o que não deve ser feito em tais circunstâncias.
Eu podia desculpar-me por estar sempre a falar na mesma coisa, mas fogem-me os dedos para isto, e então...acontece, confeço que tinha outro assunto em mente, mas .... sou demasiado curioso e gostava mesmo éra de saber o que se passa na cabeça do Sr. Presidente da Républica.

sexta-feira, junho 24, 2005

Passatempo

Nao querendo ser pessimista em relaçao ao que ja ha demasiado tempo se ve na rua em relaçao a policia.Deixo aqui umas diferenças para descobrir.
Passo a citar:
No plaino abandonado
Que a morna brisa aquece,
De balas traspassado
-Duas lado a lado-
Jaz morto e arrefece.
Raia-lhe a farda o sangue.
De braços estendidos,
Alvo, louro, exangue,
Fita com o olhar langue
E cego os céus perdidos.
(...)
Lá longe, em casa, há a prece:
"que volte cedo, e bem!"
(Malhas que o Império tece!)
Jaz morto, e apodrece,
O menino da sua mãe.

So espero que nao se comece a fazer como no Brasil em que ha milicias populares para ajudar a resolver o problema da segurança.

sexta-feira, junho 17, 2005

Crise ou vandalismo?

Sabemos que a crise esta ai assim como o vandalismo ( hoje uma moda para aliviar o streess) .
A referencia ao vandalismo é natural uma vez que depois dos postes de sinalizaçao o alvo agora sao os pequenos caixotes de lixo ou qualquer outra coisa desde que seja novidade.
Admitindo que fosse uma falha tecnica é um pouco demias deixar as ruas "centrais" (pelo menos 3 : rua 1º de Dezembro,Abilio Bessa, Marquês de Pombal) sem luz durante 3 dias.
Os cafes da zona perderam uma oportunidade de tirar vantagem da escuridao das ruas pois podiam ter iluminado mais o seu espaço e assim chamar a atençao para uma zona cada vez mais deserta.

terça-feira, junho 14, 2005

Portugal

Não deixa de ser curiosa a atitude jornalistica em relção ao que a rodeia. Agora ja nao ha problema em fazer sacrificios. Mas como esta na moda a provocaçao ha que lhes dar um desconto (ate porque vozes de burro nao chegam ao ceu).
Em relaçao a economia querem-nos vender a triste ideia de que os sacrificios sao so para remediar (nao me parece haver um plano de longo prazo).
Para nos lembrar que nao passamos do "Portugal dos pequenitos" ja bastam os outros paises. Nao se pode esperar apenas pelo desenvolvimento alheio. Ha que trabalhar apesar do actual governo nao saber muito bem nem em que nem onde. So espero que quando os fundos acabarem nao nos tenhamos de por de joelhos a pedir que nos sejam perdoadas as dividas como os paises do terceiro mundo.
Mas nem tudo é negativo... afinal ha muita gente incomodada com o nosso trabalho. Ate ja temos direito a mensagens nas paredes alem de obviamente dizerem que o que faz falta ao país é sexo drogas e rock. Nem se podia esperar outra coisa de "gente ordinaria e suja que usam palavroes como palavras usuais" .

domingo, junho 12, 2005

Falta de ideias ...aumentam o defice...

Assitimos no passado aos "insultos" que a Dra. Manuela Ferreira Leite sofreu quando perante um buraco orçamental de 4%, se viu forçada a aumentar o IVA de 17 para 19%. Os resultados não são nada animadores e os "macacos de imatação " ao serviço do governo PS , decidem fazer exctamente a mesma coisa.
Ora... depois de um Priemiro Ministro que por não saber quanto era 4% do PIB, deixou-nos no pantano, de uma Ministra das Finanças que em vez de criar condições de crescimento teve efeito contrario, vem agora ym ilumindao qualquer fazer o mesmo , com uma agravante o Euro "felizmente" continua desvalorizar , em nos países mais proximos o IVA é de 16%.
Isto significa , que tal difrença vai só aumentar as importações , baixar a produtividade porque se compra mais barato lá fora qo que se consegue produzir cá dentro, e como consequencia aumentar a dívida externa da nação.
Ou seja , daqui até ao fim da legislatura vamos conseguir um defice na ordem dos 10% e então vai perguntar-se para que serve o Euro , para que serviu o "pacto de convergencia" , resumindo , para que serviram tantos sacrifícios.
Portugal não precisa de lições de economia para perceber que as coisas devem ser encaradas de outra forma, os Portugueses estão perfeitamente convencidos de que não é este o caminho , só a impossiblidade de visão do governo , chamo-lhe impossiblidade de visão para não lhe chamar incompetencia , é que torna as coisas mais difíceis.
Noentanto, os Portugueses sabem que nos governos anteriores existia um défice que de certa forma foi controlado porque havia meios para isso, a grande difrença é que ja não temos aneis e qualquer dia ficamos sem dedos. Ou seja a anterior Ministra das Finanças e o seu sucessor resolveram bem a questão os meios que tinham, infelizmente a sede de poder dos senhoras que agora fazem a profecia da desgraça não teem arte nem engenho que se pede no momento.

quarta-feira, junho 08, 2005

Onde iremos nós parar?!

O Estado PortuguÊs continua a atentar contra as famílias!...

Basta compararmos o regime fiscal do IRS no que diz respeito ás pessoas divorciadas, solteiras ou casadas, para verificarmos como estas são nitidamente prejudicadas/descriminadas.

A APEN (Associação Portuguesa das Famílias Numerosas) apresentou queixa ao Provedor de Justiça, contra o Estado Português. Uma das pretenções da Associação é que os casados possam deduzir no IRS, tal como acontece já com as pessoas casadas, as despesas de vestuário e alimentação dos filhos.

Quando nos deparamos com questões como esta, é impossível não subscrever a comum teoria de que, de facto, estamos numa época com total crise de valores... Se não fizermos todos um esforço no sentido de inverter esta situação... Onde iremos nós parar?!

Risco "máximo" em Bragança

A Agência para a Prevenção de Incêndios Florestais anunciou que, no dia de hoje, três distritos do território continental português se encontram em risco máximo de fogo: Bragança, Viana do Castelo e Castelo Branco.

Num ano em que já se registaram oito mil fogos, sendo a área ardida superior à média das últimos cinco anos, já não estamos em tempo de "sacudir a água do capote" de uns organismos para outros. É necessário agir! Todos nós sabemos as medidas essenciais para uma prevenção básica... Mas porque será que não são postas em prática?!

Isto já para não falar no desperdício de água que continua a fazer parte do dia-a-dia do nosso Portugal... Confesso que no outro dia pensei até que a seca tinha desaparecido miracolosamente quanto passei pela avenida Abade de Baçal em Bragança... Acreditem que há poucos rios com a corrente que se via pelo meio da estrada... Mas afinal era apenas (mais um) desperdício inaceitável de água...

E ainda não estamos nós no Verão...

segunda-feira, junho 06, 2005

Legalidade versus Moralidade

Na sexta-feira passada ouvi um comunicado à imprensa do Sr. Ministro das Finanças (sem direito a qualquer pergunta ou comentário) que me deixou deveras incomodada. Mas mais incomodada fiquei, depois de ouvir o Sr. Primeiro Ministro a “comentar” o mesmo assunto.

Todos nós sabemos que é legal e legítimo receber a reforma dos seis anos de trabalho no Banco de Portugal.

Todos nós sabemos que é legal e legítimo acumular a referida reforma com o vencimento de Ministro.

Todos nós sabemos que nos foram pedidos sacrifícios em prol da redução do défice e da retoma económica.

Todos nós sabemos como é importante o exemplo de desprendimento e sacrifício por parte dos nossos governantes.

Todos nós gostaríamos de saber, se é moralmente correcto, alguém pedir tantos sacrifícios aos portugueses e dar este exemplo!

domingo, junho 05, 2005

A Franca, a Holanda , a Alemanha e os restantes 22

A semana passada foi ilucudativa para o futuro que espero proximo. A franca do alto do seu pedestal cai aos pes da crise, a Holanda sobria como sempre , revela uma vez mais um povo sabio , a Alemanha reage a tudo isto como seria de esperar. A rejeicao do tratado Europeu ... SEJA LA ISSO O QUE FOR , por parte dos Franceses mostra bem que tipo de economia foi seguido por Bruxelas durante todo este tempo.
Diz a história, que nao se deve julgar um povo por aquilo que faz ou mostra mas por aquilo que na verdade quer ser , e muitas vezes consegue , outras vezes fica muito aquem. Esta Europa que nunca sera um estado Federado com a uniao de todos os 25 ou mais... continuara a andar a reboque das decisoes de meia duzia de iluminados que pensam que teem o mundo nas maos...mas nao teem. Continuaremos por ventura e por mais lagum tempo a ver a direita e a esquerda posicoes comicas, de fazer rir ,autenticas piruetas politicas como se teem visto nos ultimos meses "...nao falando no que se passou entre nós..." para nao ferir susceptibilidades de ninguém.
Noentenato, nao queria estar eu na pele do Dr. Durao Barroso, tem um fardo muito pesado para carregar, e temo que este venha a ficar para história como o ultimo Presidente da Comissao Europeia...

sexta-feira, junho 03, 2005

Apresentação de Candidatos

Este Sábado, ás 15h, no Auditório Paulo Quintela em Bragança, será a apresentação dos candidatos ás Câmaras Municipais do distrito de Bragança.

Este evento contará com a presença do Dr. José Ribeiro e Castro, Presidente do CDS-PP.

Espero que também possamos contar com a tua presença!

O DISTRITO DE BRAGANÇA MERECE MAIS E MELHOR!